fbpx

TRATAMENTO CIRÚRGICO DA OBESIDADE MÓRBIDA

A obesidade é uma doença crônica, sendo considerada um dos maiores problemas de saúde pública na atualidade. A sua incidência está aumentando em proporções assustadoras nos últimos anos. O tratamento cirúrgico é o único método que resulta em perda de peso prolongada e reduz os riscos de complicações e morte das doenças associadas à obesidade mórbida. Com o objetivo principal de proteger os pacientes, o Conselho Federal de Medicina regulamentou as indicações e os tipos de procedimentos cirúrgicos que podem ser utilizados no Brasil para tratar os pacientes com obesidade mórbida. (Resolução do CFM 1.942/2010).

Quem pode ser submetido a Tratamento Cirúrgico:

Pacientes com IMC acima de 40 ou acima de 35 que apresentem doenças associadas que ameacem a vida (Diabetes, Hipertensão, colesterol elevado, apnéia do sono, doenças articulares e doenças das artérias do coração, esteatose hepática, drepressão, entre outras).

Devem ter mais de 18 anos de idade. Idosos e jovens abaixo de 18 anos podem ser operados somente após precauções especiais.

Tratamento clinico (dieta e/ou medicamento) prévio insatisfatório.

Compreensão pelo paciente e seus familiares dos riscos e mudanças de hábitos inerentes a uma operação e da necessidade de acompanhamento pós-operatório com a equipe multidisciplinar por toda a vida do paciente.

Tipos de Procedimento

Balão Intragástrico:

Consiste na introdução de um balão inflável de silicone dentro do estômago por via endoscópica. Logo após a sua introdução, o balão é inflado com cerca de 500 ml de azul de metileno, com finalidade de reduzir a capacidade do estômago e a ingestão de alimentos. Trata-se de um procedimento ambulatorial (o paciente não precisa ser internado) e temporário (duração de 6 a 8 meses) . A perda de peso média é de 20% após 6 meses. O uso do balão é contra-indicado em pacientes com algumas doenças, principalmente do esôfago e estômago.

cirurgia bariátrica balão intragástrico

Gastrectomia Vertical:

Também conhecido como gastrectomia sleeve ou em manga consiste em retirar uma grande parte (70 a 80%) do estômago deixando apenas um segmento em forma de tubo. Além da redução da capacidade do estômago (procedimento restritivo), esta operação causa diminuição do apetite por reduzir a produção de um hormônio chamado grelina pelo estômago.

As principais características desta operação são:

Complicações nutricionais são mínimas no pós-operatório.

Perda de peso média de 35% após um ano de cirurgia.

Apesar da perda de peso ser adequada nos primeiros anos, os resultados a longo prazo (mais que 10 anos) ainda não são conclusivos.

Se o paciente não perder muito peso, pode ser realizado um procedimento revisional adicional.

Bypass Gástrico (Gastroplastia com Derivação Intestina):

Consiste em dividir o estômago em duas câmaras. A maior fica excluída da trajetória do alimento, em repouso, mas mantém a produção de enzimas que ajudam na digestão. A parte menor (novo estômago) apresenta capacidade em torno de de 50 ml e comunica-lo com o início do intestino delgado. Desta maneira, a quantidade de alimentos ingeridos, assim como a absorção é menor. Com isso, ocorre diminuição do apetite e satisfação precoce devido à redução na produção de alguns hormônios. Trata-se de uma técnica mista levando a perda de peso e melhora considerável de comorbidades como diabetes e pacientes com colesterol elevados. Estima-se uma perda média de 40% do peso após um ano de cirurgia com altas taxas de manutenção do peso a longo prazo.

É necessário que o obeso tenha plena consciência que seu tratamento não se encerra na alta hospitalar, mas que necessitará submeter-se às regras de comportamento que lhe assegurem o melhor resultado possível. Para isso, contará com o apoio e intervenção, sempre que necessário, da equipe multidisciplinar. Portanto, fazer a cirurgia ou não, é uma decisão do paciente, da família e dos médicos. Quando bem indicada, é capaz de transformar um obeso, com perspectivas sombrias, em pessoa saudável e capaz de reintegrar-se à vida.

Isso tudo faz com que as pessoas, ao perderem peso, melhorem sua auto estima, levando uma vida mais saudável e fazendo das atividades físicas  um hábito. 

Nós da RR MÉDICOS CIRURGIÕES iniciamos a realização das cirurgias para tratamento da obesidade mórbida em 1999, após longo período de aprendizado e estágios no Hospital da Beneficência Portuguesa de São Paulo. Contamos hoje com um total de mais de 8000 pacientes operados, com resultados excelentes, o que nos tem deixado cada vez mais entusiasmados com o tratamento cirúrgico da obesidade mórbida.

Esse tema – TRATAMENTO CIRÚRGICO DA OBESIDADE MÓRBIDA – é apresentado, por nós da RR MÉDICOS CIRURGIÕES, a todas as pessoas que tenham interesse no assunto, obesos ou não, em reuniões de aproximadamente 45 minutos, com projeções de slides e depoimentos de pacientes já operados. As palestras são realizadas mensalmente no Anfiteatro do Centro Empresarial Pereira Barreto localizado na Avenida Pereira Barreto, 1.395, Santo André. Mais Informações nos telefones: (11) 4123-0311 e (11) 4990-6088.

Copyright © 2018 RR Médicos Cirurgiões
Produzido por DnA – DESIGN ‘N’ ANIMATION

Este site segue os princípios da resolução do CFM 1974/2011 e do código de conduta Web de medicina e saúde. A informação é oferecida com propósito de educação e informação, não necessariamente são técnicas praticadas na Clínica. Não substitui opinião médica em atendimento formal. Se você tem qualquer problema de saúde, contate seu médico ou profissional de saúde. Todas as informações e textos são produzidos pela equipe da Clínica. Fotos são meramente ilustrativas. Direitos são reservados. A publicação e redistribuição de qualquer conteúdo é proibida sem prévio consentimento.
Fechar Menu