Você sabe quais são as 25 comorbidades para indicação de Cirurgia Bariátrica?

Você sabe quais são as 25 comorbidades para indicação de Cirurgia Bariátrica?

Comorbidade é o termo técnico que nós, da área da saúde, utilizamos para nos referirmos a situações em que um indivíduo possui alguma doença em conjunto com outra. No caso da cirurgia bariátrica alguma doença em conjunto com a Obesidade.

Hoje a indicação de cirurgia bariátrica tem dois critérios definidos pelo CFM (Conselho Federal de Medicina): IMC maior que 40kg/m2 com ou sem comorbidades ou IMC entre 35 e 40 kg/m2 com necessariamente alguma comorbidade.

Alguns pacientes desistem de procurar o tratamento cirúrgico pois acreditam que nas comorbidades só estão inclusas doenças que precisam de medicação ou aquelas “mais” tradicionais como pressão alta, diabetes e colesterol elevado. Desde 2016 as comorbidades subiram de 6 para 25 aceitas que para indicação da cirurgia bariátrica aumentando o número de pessoas que podem se beneficiar da cirurgia. (Resolução nº 2.131/15)

Segue abaixo a lista completa de comorbidades. Vale lembrar que na dúvida procure seu médico para mais informações:

  • Diabetes tipo 2
  • Apneia do Sono
  • Hipertensão Arterial (pressão alta)
  • Dislipidemia (colesterol e/ou triglicérides elevados)
  • Esteatose Hepatica (“Gordura no Fígado”)
  • Estigmatização Social e Depressão.
  • Doenças cardiovasculares incluindo doença arterial coronariana
  • Infarto de Miorcárdio (IM)
  • Angina
  • Insuficiência Cardíaca Congestiva (ICC)
  • Acidente vascular cerebral (mais conhecido como “AVC” ou “derrame”)
  • Fibrilação atrial
  • Cardiomiopatia dilatada
  • Cor pulmonale e síndrome de hipoventilação
  • Asma grave não controlada
  • Osteoartroses (muitos pacientes com dores de articulação como joelho)
  • Hernia de Disco
  • Doença do Refluxo Gastroesofágico
  • Colecistopatia Calculosa (pedra na vesícula)
  • Pancreatites agudas de repetição (inflamação do pâncreas)
  • Incontinência urinária de esforço na mulher (perda de urina ao fazer força) 
  • Infertilidade masculina e feminina
  • Disfunção erétil
  • Síndrome dos ovários policísticos
  • Hipertensão intracraniana idiopática (pseudotumor cerebri)

 

Dr. Felipe Rossi

Este post tem 2 comentários

  1. KELLY DOBILAS MORONI

    Me lembro o dia em que o Dr. Marçal estava mega feliz,.pois o Dr. Felipe tinha passado no vestibular! Como passa o tempo! Sou paciente há anos, método Capela, nunca tive nenhum tipo de reação pós operatório. Mantenho meu peso até hoje, dos 120 kls (113 quando operei). 50 kls se foram

    1. RR Médicos Cirurgiões

      Parabéns pelo resultado =)

Deixe uma resposta