You are currently viewing Cuidados Pós-Operatório Imediato da Cirurgia Bariátrica

Cuidados Pós-Operatório Imediato da Cirurgia Bariátrica

Nos primórdios da cirurgia bariátrica diversas intercorrências aconteceram principalmente pelo fato de não se entender muito bem como trabalhar com um paciente obeso mórbido. Com o passar do tempo, estudos foram realizados e com o advento da tecnologia e consequentemente diminuição brusca do tempo cirúrgico os cuidados pós-operatório imediato da cirurgia bariátrica e complicações passaram a ter níveis muito baixos.

Atualmente não é rotineira a decisão de internação em UTI de todos os pacientes submetidos a cirurgia bariátrica. A decisão é individual e a análise é caso a caso. A indicação ocorre principalmente quando idade avançada e devido às comodidades ou também quando ocorrem intercorrências no pós-operatório.

Os cuidados pós-operatório imediato após a cirurgia bariátrica, quando o paciente é encaminhado para o quarto, entra em ação a equipe de enfermagem e o time da fisioterapia com o intuito de mobilizar o paciente o mais precoce possível. Poucas horas após a chegada ao quarto o paciente ja esta sendo estimulado a sair da cama e ir para a poltrona ou eventualmente realizar caminhadas. Junto com isso exercícios respiratórios estarão sendo feitos pela fisioterapeuta. Essa medidas buscam diminuir o risco de embolia pulmonar, atelectasias e pneumonias. Além disso, a deambulação (caminhada) precoce favorece a eliminação de gazes o que diminui os gazes abdominais que são a principal causa de desconforto abdominal no pós-operatório. As caminhadas iniciais requerem atenção maior devido ao risco de queda (lipotimia) por sensação de desmaio, que melhoram com a hidratação (soro).

O uso das meias elásticas anti-trombo também são necessárias no intra e pós-operatório para a prevenção da TVP (trombose venosa profunda) e embolia pulmonar, assim como as caminhadas e o uso da heparina de baixo peso molecular (Clexane). Como rotina do nosso grupo essas meias serão usadas por volta de 10 dias de pós-operatório e a heparina por mais 6 dias após a alta.

Dreno não são rotina no nosso grupo assim como a sondagem vesical. Entretanto, caso houver necessidade por alguma razão podemos utilizar os drenos. A ideia de não usar esses dispositivos é devido a evolução tecnológica dos materiais cirúrgicos e a ideia de deixar o paciente “livre”para se locomover mais fácil e sem dor.

O tempo de internação gira em torno de 2 a 3 dias e na alta os pacientes recebem as seguintes orientações:

  • Seguir o plano nutricional conforme orientação da nutricionista por 30 dias.
  • Higiene da Ferida Operatória com agua e sabonete 3x ao dia.
  • Caminhadas diárias de pelo menos 60 min (podendo fracionar durante o dia).
  • Evite carregar peso, piscinas e esteiras.
  • Agendar retorno em 10 dias no consultório.

Além disso, todos nossos pacientes saem do hospital com um número de telefone de emergências caso ocorra algo com nossos pacientes.

 

Dr. Marçal Rossi CRM 47.217

Deixe um comentário