You are currently viewing Pólipos Intestinais

Pólipos Intestinais

O pólipo intestinal é uma é uma das alterações mais comuns que afeta o intestino grosso (colon e reto), ocorrendo em 15 a 20% da população. Eles surgem a partir de um erro de replicação de algumas células, o que pode ocorrer ao longo da vida de qualquer pessoa.

Existe ainda um risco aumentado de transmissão hereditária destas alterações, o que justifica a importância de pesquisar o antecedente familiar ao analisar o risco de desenvolver a doença.

A princípio os pólipos são assintomáticos, pois surgem muito pequenos e, se não diagnosticados, podem se desenvolver e aumentar de tamanho, causando sintomas como sangramento e dor abdominal, e dependendo do seu tipo celular podem se transformar em uma doença maligna: o câncer colorretal.

Com o intuito de prevenir o desenvolvimento do câncer colorretal, recentemente a Sociedade Americana de Câncer publicou uma alteração na idade para realizar a primeira colonoscopia, diminuindo de 50 para 45 anos de idade para a população geral. Pacientes de alto risco, a depender do histórico familiar e de outros fatores pessoais, devem iniciar o rastreio através da colonoscopia ainda mais cedo.

E porque realizar a colonoscopia? Pois todos os pólipos encontrados durante o exame devem ser removidos e enviados para análise laboratorial. A maioria dos pólipos é passível de remoção endoscópica; quando isso não é possível, devido ao tamanho ou localização do pólipo, pode ser necessária a realização de uma cirurgia para que sua ressecção seja completa.

Após a remoção de um pólipo, o exame de colonoscopia deve ser repetido em intervalo de tempo que depende do resultado da análise laboratorial. Ou seja, se o resultado for por exemplo pólipo inflamatório, pode-se repetir o exame em um intervalo de tempo maior; já em caso de lesões pré malignas ou até mesmo malignas, o acompanhamento deve ser mais rigoroso, realizado em curtos intervalos de tempo.

Lembre-se sempre da importância de procurar um medico especialista para tirar suas dúvidas e avaliar a necessidade de realizar a colonoscopia para pesquisa de pólipos e prevenção do câncer intestinal.

(Dra. Isabella P. Mazzucatto CRM 148.324)

Deixe um comentário